Sonhos de Menina


Eis que um dia,
Com meu quarto repleto de luz acordei
Vi que a vida não era como eu queria
E a realidade em mim se fez...
Eu dormia,
E sonhava com um mundo aonde Deus era o Amor
Para mim, a felicidade existia:
Bastava olhar uma flor
- Flor Ternura, criança... ilusão!
Eu voava...
Longe eu ia com as asas da imaginação
Meu destino era o céu, linda imensidão,
Onde o azul se fazia canção!
Pelos campos
Muitas vezes corri com florinhas na mão
Para mim, o verde era libertação
Assim como a brisa da nova estação!
Brisa suave - Liberdade!
Hoje em dia:
Nem mais verde,nem brisa, nem azul do céu...
Quem diria, hoje em dia a vida é um fel
E escravo da máquina o homem é reu.
Os meus sonhos
De menina, hoje em dia jogados ao léu
Não passaram de frágeis barcos de papel
Dispersados na gota do mundo em escarcéu...
O tempo passa...
E os sonhos ... se refazem!

Jackie Régis

Comentários