Cantará!


A voz que sai
De um coração qualquer...
- Navalha de prata
Cortando as palavras!
De dentro d'alma:
-A força da lógica.
No peito ardente:
-Querência de Amor...
A solidão acompanha os ébrios
No amargo gosto da desilusão...

No silêncio
As luzes se apagam
E a luz da lua
descansa a cidade.
As almas puras
Evadem-se em preces,
Estrelas nuas 
vestidas de luz!
No infinito, repousam os anjos
E sonham o mundo repleto de Amor...

O mistério e a magia... cantará!
Paraíso e utopia... cantará!
Sonhos, dor e alegria... cantará!

Jackie Régis

Comentários